ABVTEX

#
Presidente da Inditex destaca a economia circular no "crescimento sustentável" do grupo PDF Imprimir E-mail
Ter, 18 de Julho de 2017 08:15

O presidente da Inditex, Pablo Isla, destacou como "chave" no futuro do grupo a "estratégia de crescimento sustentável", concentrando-se "inteiramente" em uma economia circular centrada nas pessoas, nos aspectos social, ambiental e de qualidade do produto.


Pablo Isla - Inditex

Isla analisou junto aos acionistas os principais dados e a evolução da empresa durante o ano de 2016 e citou o "crescimento sustentável" como "algo absolutamente essencial”.

Além disso, ele também se referiu ao crescimento "sólido" e "integrado" como eixos futuro da Inditex, que foi definida como uma empresa "centrada nas pessoas, no talento criativo e com um modelo integrado de lojas físicas e online."

O conselho dos acionistas aprovou os resultados de 2016, que geraram um dividendo de 0,68 euros por ação, representando um aumento de 13,3% em relação o ano anterior, e um aumento de 89% nos últimos cinco anos, com uma "política de remuneração para acionistas" atrativa e previsível.

No ano passado, a Inditex ultrapassou 7.200 pontos de venda em 93 mercados e 41 lojas online, com vendas de mais de 23.300 milhões de euros e um lucro de 3.157 milhões.

Neste contexto, Isla notou a vocação do grupo em planejar sua estratégia para o médio e longo prazo em todo o mundo. Por esse motivo, em resposta a uma pergunta do sindicato CCOO, ele explicou que um fenômeno como o Brexit não afeta seus planos de investimento e ações no Reino Unido, onde a empresa continuará desenvolvendo suas atividades como os outros mercados.

O presidente da Inditex ressaltou o “sólido modelo de crescimento” do grupo, que acumula aumento nas vendas de 69% e 37% em uma área comparável nos últimos cinco anos, com saldos positivos em todas as regiões.


Inditex


Quanto à "estratégia de crescimento sustentável", baseada na economia circular, Isla citou como aspectos principais a rastreabilidade do vestuário, a transparência na gestão da cadeia de fornecimento, condições adequadas de trabalho, saúde e segurança no trabalho, salários decentes, negociação coletiva nas fábricas, treinamento, empoderamento das mulheres e proteção aos migrantes.

A esta política econômica se somam à “qualidade máxima" das peças, com programas que cuidam de todo o ciclo de produção, e a criação do valor ambiental, incluindo a reutilização e a reciclagem, um âmbito que tem sido consolidado no Programa Closing the Loop.

A iniciativa, que completou um ano, permitiu o recolhimento de mais de 7.100 toneladas de vestuário, calçados e acessórios por meio de contêineres em lojas, oficinas e centros de logística da empresa, em colaboração com a Cáritas, Cruz Vermelha, Oxfam e China Enviromental Protection Foundation, em 534 lojas e oito países.

Seu compromisso com a sustentabilidade se estende ao uso de matérias-primas selecionadas e tecidos reciclados nas coleções Join Life, da Zara, e Weare the Change, da Oysho. Em última análise, Isla disse ter "uma seleção de mais de 44 milhões de peças que utilizam as mais avançadas técnicas de sustentabilidade”.

Sobre as pessoas, ele lembrou que a Inditex tem 162,450 funcionários de 99 nacionalidades que falam 45 línguas, o que implica em um empresa focada em "diversidade e respeito pela diferença”."Na Inditex somos e queremos ser cada vez mais uma empresa focada em pessoas", reforçou Isla.

Ele também indicou que o grupo representa 2% do total da receita fiscal do imposto de empresas na Espanha. "Algo bastante notável", disse ele, afirmando que a sua contribuição fiscal total chega a 5.647 milhões de euros.

O presidente da Inditex também destacou a aposta do grupo na eco-eficiência e indicou que um total de 4.519 lojas, mais de 71%, atendem a esses critérios, e que em 2020 serão 100%, o que permite uma economia média de 40% no consumo de água e de 20% em energia, em comparação com uma loja convencional.

Sobre o investimento do grupo, em 2016, este aumentou para 1.432 milhões de euros, sendo mais de 7.000 milhões nos últimos cinco anos, dos quais mais de mil foram alocados em melhorias tecnológicas nesse período, com destaque para o sistema RFID, em 2016, na Zara, se estendendo a Massimo Dutti e Uterqüe e, em 2018, deve chegar no restante do grupo.

A Inditex tem 85 milhões de seguidores em várias redes sociais, em 2016 integrou o pagamento por celular em 15 países, e tem o "objetivo máximo" de melhorar o serviço ao cliente.

 

Fonte: http://br.fashionnetwork.com/news/Presidente-da-Inditex-destaca-a-economia-circular-no-crescimento-sustentavel-do-grupo,851569.html#.WXnKaNPyuV5

 
#

Endereço: Rua Cayowaá, 1071  conj. 54 – cep 05018-001 - São Paulo - SP
Tel/Fax: +55 11 2533-0034
Email: abvtex@abvtex.org.br