ABVTEX

#
Moda Infantil mantém crescimento de 6% ao ano PDF Imprimir E-mail
Qui, 30 de Março de 2017 11:11

moda infantil

Enquanto o mercado de moda precisa se reinventar, o segmento infantil continua registrando crescimento. Segundo a Associação Brasileira de Indústria Têxtil e de Confecção (Abit), o mercado de vestuário infantil cresceu em média 6% ao ano. Os lojistas do Mini Moda, com mais de 50 lojas e localizado ao lado do complexo do Mega Moda Shopping, maior shopping de moda atacadista do país, esperam boas vendas para 2017.

A loja Maria Luiza, voltada para recém-nascidos, é uma que tem conseguido manter as vendas em um bom patamar. “A procura por enxovais é muito grande. Como nosso foco é o mercado atacadista, recebo muitos clientes de Brasília, Maranhão, Pará, e já vendi até para compradores de outros países como Argentina e Paraguai, por exemplo. Ao oferecer um produto de boa qualidade – nosso body é 100% algodão, possui acabamento de primeira linha e preço competitivo, nos tornamos mais atraentes para quem busca produtos diferenciados a um preço melhor”, afirma a empresária Caroene Gomes Miranda.

O otimismo da fundadora da loja Maria Luiza é comprovado pelas estatísticas. Dados indicam que por ano nascem 134,3 milhões de bebê no mundo e que o gasto com o enxoval do bebê pode começar com uma média de 2 mil reais. E como o crescimento da criança pode ser de até 25cm em 1 ano, a necessidade de comprar se mantém constante.

Há 4 anos no Mini Moda, localizado no Mega Moda Shopping, a loja Passarinho Kids tem as meninas como público-alvo. “Os vestidos e os conjuntinhos são os mais procurados por nossos clientes. O universo feminino é muito rico, com muita variedade, e isso nos faz ter opções para atender bem as expectativas e necessidades dos compradores de todos as regiões”, ressalta a empresária Camila Rodrigues Vidigal.

Segundo o Superintendente do Mega Moda Shopping Chrystiano Camara, as lojas voltadas para as meninas são maioria, assim como na moda adulta. “As mulheres compram mais, seguem o que é tendência. Por isso, acreditamos que a maior parte das nossas 1300 lojas sejam voltadas para este público. No entanto, há algumas que trabalham exclusivamente com o público masculino, como a Fuzzaka”, destaca.

“Nossas peças são focadas no público infantil masculino, de 1 a 14 anos. Desenvolvemos sempre novas coleções com todos os tipos de produtos que os meninos precisam – jeans, calça, bermuda, camiseta, regata, polo. E o sucesso do nosso negócio se dá pelo tripe: qualidade, preço e marketing. Tanto que já participamos de duas edições consecutivas do MMF – Mega Moda Fashion, desfile realizado pelo Mega Moda Shopping, sendo a única marca infanto-juvenil a desfilar. Esta presença nos dá mais destaque e faz com que os convidados – compradores de outros estados – passem a nos conhecer”, reforça Ana Paula Oliveira, sócia da Fuzzaka.

Atacado

Em 2016, o Mega Moda Shopping, maior shopping atacadista de moda do Brasil, recebeu quase 7 milhões de clientes, sendo 26,7% deles da região Sudeste, principalmente de Minas Gerais e do estado de São Paulo. A maioria ainda é representada pela região Centro-Oeste – Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Goiás, onde está localizado o empreendimento. Ainda segundo o levantamento, 17,8% dos compradores são da região Norte, 6,5% do Nordeste e 4% do Sul.

Diferenciais

Com mais de 33 mil m² de área construída e 9.280 de área locável (ABL), o Mega Moda Shopping possui 1.300 lojas de todos os segmentos moda – modinha, fast fashion, fitness, moda íntima, moda praia, infanto-juvenil, acessórios, entre outras. Inaugurado em 2011 na região da 44, em Goiânia, o complexo se tornou em pouco tempo o maior shopping atacadista de moda do país. Outra vantagem do shopping é o fato de ter um hotel com 270 apartamentos interligado ao complexo.

Moda Infantil mantém crescimento de 6% ao ano

Enquanto o mercado de moda precisa se reinventar, o segmento infantil continua registrando crescimento. Segundo a Associação Brasileira de Indústria Têxtil e de Confecção (Abit), o mercado de vestuário infantil cresceu em média 6% ao ano. Os lojistas do Mini Moda, com mais de 50 lojas e localizado ao lado do complexo do Mega Moda Shopping, maior shopping de moda atacadista do país, esperam boas vendas para 2017.

A loja Maria Luiza, voltada para recém-nascidos, é uma que tem conseguido manter as vendas em um bom patamar. “A procura por enxovais é muito grande. Como nosso foco é o mercado atacadista, recebo muitos clientes de Brasília, Maranhão, Pará, e já vendi até para compradores de outros países como Argentina e Paraguai, por exemplo. Ao oferecer um produto de boa qualidade – nosso body é 100% algodão, possui acabamento de primeira linha e preço competitivo, nos tornamos mais atraentes para quem busca produtos diferenciados a um preço melhor”, afirma a empresária Caroene Gomes Miranda.

O otimismo da fundadora da loja Maria Luiza é comprovado pelas estatísticas. Dados indicam que por ano nascem 134,3 milhões de bebê no mundo e que o gasto com o enxoval do bebê pode começar com uma média de 2 mil reais. E como o crescimento da criança pode ser de até 25cm em 1 ano, a necessidade de comprar se mantém constante.

Há 4 anos no Mini Moda, localizado no Mega Moda Shopping, a loja Passarinho Kids tem as meninas como público-alvo. “Os vestidos e os conjuntinhos são os mais procurados por nossos clientes. O universo feminino é muito rico, com muita variedade, e isso nos faz ter opções para atender bem as expectativas e necessidades dos compradores de todos as regiões”, ressalta a empresária Camila Rodrigues Vidigal.

Segundo o Superintendente do Mega Moda Shopping Chrystiano Camara, as lojas voltadas para as meninas são maioria, assim como na moda adulta. “As mulheres compram mais, seguem o que é tendência. Por isso, acreditamos que a maior parte das nossas 1300 lojas sejam voltadas para este público. No entanto, há algumas que trabalham exclusivamente com o público masculino, como a Fuzzaka”, destaca.

“Nossas peças são focadas no público infantil masculino, de 1 a 14 anos. Desenvolvemos sempre novas coleções com todos os tipos de produtos que os meninos precisam – jeans, calça, bermuda, camiseta, regata, polo. E o sucesso do nosso negócio se dá pelo tripe: qualidade, preço e marketing. Tanto que já participamos de duas edições consecutivas do MMF – Mega Moda Fashion, desfile realizado pelo Mega Moda Shopping, sendo a única marca infanto-juvenil a desfilar. Esta presença nos dá mais destaque e faz com que os convidados – compradores de outros estados – passem a nos conhecer”, reforça Ana Paula Oliveira, sócia da Fuzzaka.

Atacado

Em 2016, o Mega Moda Shopping, maior shopping atacadista de moda do Brasil, recebeu quase 7 milhões de clientes, sendo 26,7% deles da região Sudeste, principalmente de Minas Gerais e do estado de São Paulo. A maioria ainda é representada pela região Centro-Oeste – Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Goiás, onde está localizado o empreendimento. Ainda segundo o levantamento, 17,8% dos compradores são da região Norte, 6,5% do Nordeste e 4% do Sul.

Diferenciais

Com mais de 33 mil m² de área construída e 9.280 de área locável (ABL), o Mega Moda Shopping possui 1.300 lojas de todos os segmentos moda – modinha, fast fashion, fitness, moda íntima, moda praia, infanto-juvenil, acessórios, entre outras. Inaugurado em 2011 na região da 44, em Goiânia, o complexo se tornou em pouco tempo o maior shopping atacadista de moda do país. Outra vantagem do shopping é o fato de ter um hotel com 270 apartamentos interligado ao complexo.

Moda Infantil mantém crescimento de 6% ao ano

Enquanto o mercado de moda precisa se reinventar, o segmento infantil continua registrando crescimento. Segundo a Associação Brasileira de Indústria Têxtil e de Confecção (Abit), o mercado de vestuário infantil cresceu em média 6% ao ano. Os lojistas do Mini Moda, com mais de 50 lojas e localizado ao lado do complexo do Mega Moda Shopping, maior shopping de moda atacadista do país, esperam boas vendas para 2017.

A loja Maria Luiza, voltada para recém-nascidos, é uma que tem conseguido manter as vendas em um bom patamar. “A procura por enxovais é muito grande. Como nosso foco é o mercado atacadista, recebo muitos clientes de Brasília, Maranhão, Pará, e já vendi até para compradores de outros países como Argentina e Paraguai, por exemplo. Ao oferecer um produto de boa qualidade – nosso body é 100% algodão, possui acabamento de primeira linha e preço competitivo, nos tornamos mais atraentes para quem busca produtos diferenciados a um preço melhor”, afirma a empresária Caroene Gomes Miranda.

O otimismo da fundadora da loja Maria Luiza é comprovado pelas estatísticas. Dados indicam que por ano nascem 134,3 milhões de bebê no mundo e que o gasto com o enxoval do bebê pode começar com uma média de 2 mil reais. E como o crescimento da criança pode ser de até 25cm em 1 ano, a necessidade de comprar se mantém constante.

Há 4 anos no Mini Moda, localizado no Mega Moda Shopping, a loja Passarinho Kids tem as meninas como público-alvo. “Os vestidos e os conjuntinhos são os mais procurados por nossos clientes. O universo feminino é muito rico, com muita variedade, e isso nos faz ter opções para atender bem as expectativas e necessidades dos compradores de todos as regiões”, ressalta a empresária Camila Rodrigues Vidigal.

Segundo o Superintendente do Mega Moda Shopping Chrystiano Camara, as lojas voltadas para as meninas são maioria, assim como na moda adulta. “As mulheres compram mais, seguem o que é tendência.Por isso, acreditamos que a maior parte das nossas 1300 lojas sejam voltadas para este público. No entanto, há algumas que trabalham exclusivamente com o público masculino, como a Fuzzaka”, destaca.

“Nossas peças são focadas no público infantil masculino, de 1 a 14 anos. Desenvolvemos sempre novas coleções com todos os tipos de produtos que os meninos precisam – jeans, calça, bermuda, camiseta, regata, polo. E o sucesso do nosso negócio se dá pelo tripe: qualidade, preço e marketing. Tanto que já participamos de duas edições consecutivas do MMF – Mega Moda Fashion, desfile realizado pelo Mega Moda Shopping, sendo a única marca infanto-juvenil a desfilar. Esta presença nos dá mais destaque e faz com que os convidados – compradores de outros estados – passem a nos conhecer”, reforça Ana Paula Oliveira, sócia da Fuzzaka.

Atacado

Em 2016, o Mega Moda Shopping, maior shopping atacadista de moda do Brasil, recebeu quase 7 milhões de clientes, sendo 26,7% deles da região Sudeste, principalmente de Minas Gerais e do estado de São Paulo. A maioria ainda é representada pela região Centro-Oeste – Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Goiás, onde está localizado o empreendimento. Ainda segundo o levantamento, 17,8% dos compradores são da região Norte, 6,5% do Nordeste e 4% do Sul.

Diferenciais

Com mais de 33 mil m² de área construída e 9.280 de área locável (ABL), o Mega Moda Shopping possui 1.300 lojas de todos os segmentos moda – modinha, fast fashion, fitness, moda íntima, moda praia, infanto-juvenil, acessórios, entre outras. Inaugurado em 2011 na região da 44, em Goiânia, o complexo se tornou em pouco tempo o maior shopping atacadista de moda do país. Outra vantagem do shopping é o fato de ter um hotel com 270 apartamentos interligado ao complexo.

 

Fonte: http://sindivestuario.org.br/2017/03/moda-infantil-mantem-crescimento-de-6-ao-ano/

 
#

Endereço: Rua Cayowaá, 1071  conj. 54 – cep 05018-001 - São Paulo - SP
Tel/Fax: +55 11 2533-0034
Email: abvtex@abvtex.org.br